http://jornalriocarioca.com/jornal/?p=12088

MORRE O PRIMEIRO MANIFESTANTE NO RIO, POR ARMA “NÃO” LETAL

Atingido por muita fumaça da bomba de gás lacrimogênio e spray de pimenta durante manifestação, dia 20 de junho, no Centro do Rio de Janeiro. Fernando Silva, de 34 anos, foi internado no Hospital Albert Sabin. Ainda no quarto do hospital, dia 30/07, “Fernandão” fez um vídeo falando sobre o caso.

A morte do manifestante foi divulgada pela grande mídia, devido apenas aos problemas respiratórios. Porém não citaram o que levou à internação e aos problemas respiratórios: a arma “não” letal usada pela Polícia Militar durante os protestos no Rio de Janeiro. Anão, ele sofria de doença pulmonar crônica. O fato dele ter respirado gases lacrimogênio e de pimenta durante o protesto no centro do Rio em 20 de junho.

Texto: Phellipe Colman

O ator e cantor Fernando Silva faleceu, nesta quarta-feira, aos 34 anos, em decorrência de problemas respiratórios, no Hospital Albert Sabin. Ele foi um dos fundadores do Cinema de Guerrilha da Baixada, que une cineastas de São João de Meriti para dar oficinas a jovens da periferia e para produzir filmes com poucos recursos.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s