Nota do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos- CEBRASPO em rechaço à ação violenta e ilegal do estado na desocupação da Aldeia Maracanã

Na manhã dessa segunda-feira foi feita a remoção ilegal da Aldeia Maracanã, um espaço tombado pelo patrimônio. Ativistas e indígenas foram detidos de forma truculenta, mostrando mais uma vez que a única linha que o Estado têm é a de violência e arbitrariedade.Os últimos acontecimentos comprovam o fato de que na tarde de ontem a PM só não entrou na Aldeia por conta do número de pessoas dispostas a resistir que se encontravam no local para o I Encontro da Frente Independente Popular – RJ.A Tropa de Choque, com intuito de inviabilizar as lutas contra a COPA e as eleições em 2014, foi enviada à Aldeia Maracanã para desocupar um espaço que tem sido o centro da resistência indígena e das demais lutas sociais e também para impedir o Encontro da Frente que tem mobilizado a juventude combativa do Rio de Janeiro.

O Estado e a construtora Odebrecht vem roubando a população há anos e agem em ação conjunta para garantir que ocorra a COPA de 2014, tomando do povo um local estratégico para a realização dos megaeventos.

O ocorrido na Aldeia demonstra que o povo e a juventude estão prontos para lutarem e se mobilizarem principalmente contra acontecimentos como esse.

O CEBRASPO defende o incondicional direito do povo lutar pelos seus direitos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s