Nota do MEPR sobre as prisões em Goiânia

Liberdade imediata para Ian Caetano, Heitor Vilela, Marlos Duarte e João Lenon!

Exigimos a liberdade imediata dos estudantes presos arbitrariamente na manhã desta sexta-feira, 23 de maio, sob a alegação de “incentivarem a desordem” na cidade. Entendemos que, na verdade, isto é o prosseguimento da política de criminalização do Estado brasileiro, que, visando a garantia da Copa da Fifa, passará a tratar os manifestantes como “criminosos” e “terroristas”.
A acusação de serem “líderes” do Movimento Estudantil Popular Revolucionário, na verdade é um ataque a todos aqueles que estão nas ruas lutando de forma combativa e independente. Esta acusação é mais uma manobra do governo do PT, que está preparando terreno para perseguir, reprimir e prender os movimentos e coletivos que escolheram o caminho da luta e não da capitulação.
Lutar não é crime!

Vândalo é o estado!

Rebelar-se é justo!

Movimento Estudantil Popular Revolucionário, 23 de maio de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s