ESCLARECIMENTOS SOBRE A PRESENÇA DA DRCI NA UERJ E AS AGRESSÕES COVARDES OCORRIDAS NA ÚLITMA QUINTA-FEIRA!

ESCLARECIMENTOS SOBRE A PRESENÇA DA DRCI NA UERJ E AS AGRESSÕES COVARDES OCORRIDAS NA ÚLITMA QUINTA-FEIRA!

(Nota que publicamos em 18/4/15)

Recebemos a informação que na sexta-feira agentes do novo DOPS (DRCI) estiveram na UERJ para conversar com seguranças. Qualquer nova perseguição e criminalização de qualquer um dos 23 ativistas processados é de INTEIRA RESPONSABILIDADE DO PSTU!
Fica mais uma vez escancarado o papel de tropa de choque da polícia política que esse Partido Social Policial cumpre, agindo como linha auxiliar da repressão.

SOBRE A NOTA MENTIROSA QUE ESSE PARTIDO SOCIAL POLICIAL LANÇOU EM SEU SITE, LEVANTAMOS ALGUNS APONTAMENTOS.

1) Por que em nenhum momento a FIP-RJ é citada se o espancamento ocorreu contra 6 de seus ativistas numa reunião da comissão de cultura?
2) Não havia nenhum membro do MEPR no momento que os BATE-PAUS invadiram a sala.
3) Queremos ressaltar que mesmo que estivessem presentes um, dois, três, ou fosse uma reunião do próprio MEPR tal prática continua sendo deplorável e sem justificativa.
4) Querer justificar a atitude como consequência de uma “rixa” é no mínimo mau-caratismo. O que ocorreu foi um espancamento covarde claramente deliberado pela direção do partido por 50 bate-paus contra seis ativistas, e nada justifica isso.
5) Nos acusam em todos os espaços de sermos sectários, agressores e afins. Porém quem teve ativistas agredidos, quem teve uma militante mulher agredida? Quando a FIP ou qualquer organização que a compõe ou a compôs encostou um dedo em algum militante do PSTU?
6) Os fatos mostram quem é sectário, quem tem práticas ganguistas, e quem não sabe resolver divergências debatendo politicamente.

Exigimos um posicionamento da direção do Sindipetro, pois um de seus diretores (Eduardo Henrique) participou do espancamento. E do Sepe, pois professores da rede envergonhando a categoria, também estavam presentes.

Ressaltamos que se calar ou tentar se manter neutro diante de tal atitude, anti-democrática e fascista, é compactuar com o ocorrido. Achamos necessário que todas as organizações e entidades democráticas devam se posicionar pois calar-se perante a esta covardia é aceitar que práticas comuns em gangues, bandos mafiosos e grupos fascistas sejam naturalizadas no movimento popular.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s