Informe da compa e perseguida política Mônica Lima, militante da Aldeia Maracanã

Companheiras(os), abaixo divulgamos o informe da compa Mônica Lima, da Aldeia Maracanã, perseguida política:

“Pessoal, quanto ao processo no qual fui afastada das regências de turma nos presídios do Complexo Gericinó por perseguição política-ideológica em outubro de 2014, a SEEDUC (Secretaria de Educação) abriu uma sindicância, ouviu o meu depoimento e ouviu várias testemunhas em dezembro de 2015. Quanto às ameaças e assédio que sofri dos agentes e policiais, como consequência de nossas denúncias, fui convidada a depor na Corregedoria da SEAP (Secretaria de Estado de Estado de Administração Penitenciária) no próximo 21/01. Vamos que vamos! Muita força, garra e coragem para as lutas de 2016!”

Todo apoio a Mônica Lima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s